A Copa, o legado, a faixa de pedestres

E então chegou mesmo. Em 3 dias teremos o 1º jogo da Copa do Mundo no país. São 7 anos desde o anúncio. Sete anos ouvindo e lendo milhares de notícias, opiniões, palpites sobre como seria. Dizem que 7 é conta de mentiroso, mas parece que desta vez é verdade. Vai acontecer mesmo.
Logicamente não tenho nada a acrescentar a tudo que já foi dito, exceto talvez por uma sensação que tenho tido, principalmente nos últimos 2 meses, por aí. A de decepção. Gerada pelo escancaramento da realidade nas nossas fuças. Sabíamos todos que íamos pagar a conta, que seria uma roubalheira, que não haveria legado ou benefícios permanentes. Vivemos aqui e conhecemos bem o esquema.
Mas tem uma coisa que eu sinceramente não esperava. Ou pelo menos fingia não ser tão real, porque para mim é a que mais machuca: nossa incompetência. Somos uma nação de incompetentes. Mesmo superfaturando e roubando, não fomos capazes de fazer o que devia ser feito no tempo disponível. Dois dos estádios irão sediar a copa e não estão 100% prontos. É o escancaramento mundial do jeitinho. Sinceramente eu achava que íamos fazer a porra direito, já que dinheiro não faltou e tempo havia de sobra. Mas agora vejo que era só wishfulthinking. Nós nunca fazemos nada direito, por que seria diferente desta vez? Nossas empresas não tem competitividade internacional, nossas melhores escolas são uma piada, vivemos um eterno auto-engano.
Auto-engano que para mim é simbolizado, explicitado, milhões de vezes, todos os dias, nas faixas de pedestre de nossas ruas. Ninguém respeita. O carrão importado e a Brasília 72, o senhor grisalho de classe média alta e o jovem mano da periferia. Ninguém se lembra que um dia poderá ser seu próprio filho naquele faixa, querendo simplesmente atravessar a rua. Mostramos ao mundo incontáveis vezes todos os dias, nossa profunda incompetência, social, financeira, empresarial. Sem jeitinho não tem jeito, esse é o nosso lema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *